Os Jogos Tradicionais, também conhecidos como jogos Populares, são considerados  patrimônios culturais da humanidade. No documento da UNESCO (1989) "Recomendação sobre a salvaguarda da cultura tradicional e popular", defende-se a preservação das manifestações culturais que contribuíram com a construção das identidades, individuais e coletivas, das diversas sociedades.

   Atualmente, novos modos de ser e estar no mundo são elaborados. A evidente predominância das novas tecnologias de informação e comunicação nas relações humanas têm favorecido que outros jogos sejam vivenciados e, a partir deles, a promoção de identidades diferentes.

 

  Acredita-se que a vivência dos jogos eletrônicos não pode levar ao esquecimento dos jogos como amarelinha, pega-pega, bola queimada, bets, etc., tradicionais da cultura brasileira. O contrário também se aplica: a defesa pela prática dos jogos tradicionais não leva ao esquecimento ou distanciamento dos jogos eletrônicos.

 

  Entretanto, alguns jogos tradicionais como o pular elástico, cinco marias, gato mia, stop, alerta, entre outros, aos poucos vêm caindo no esquecimento cultural. Por isso, a importância do ensino e aprendizagem desses jogos atualmente. 

   As páginas subjacentes à essa buscam suscitar uma reflexão sobre os jogos tradicionais , apresentando algumas informações a respeito das manifestações em específico.

   Abaixo, são disponibilizados dois documentos que almejam políticas públicas para a salvaguarda desses jogos:

Carta Santa Maria

Carta UNESCO

JOGOS TRADICIONAIS

Jogos Tradicionais 

criado por Gabriel Gonçalves Freire

Colaboradores

Daniel Guerrini