Jogos Tradicionais 

criado por Gabriel Gonçalves Freire

Colaboradores

Daniel Guerrini

PIQUE BANDEIRA

O jogo tradicional Pique Bandeira faz parte do acervo cultural infanto juvenil brasileiro, mas, com o passar dos anos, sua prática está diminuindo nas cidades. 

   Por se tratar de um patrimônio cultural da humanidade, o pique bandeira necessita de processos sociais que envolvam o seu ensino e aprendizagem para que sua vivência seja constantemente uma realidade nas ruas e praças brasileiras.

   As aulas de Educação Física são momentos providenciais para que as crianças e adolescentes, que não conhecem o jogo, passem a integrá-lo em suas práticas culturais para além dos muros da escola. Para aqueles estudantes que já o conhecem, as aulas serão oportunidades para que eles ensinem aos outros, socializando seus conhecimentos, suas vivências.

 

   É necessário compreender no processo pedagógico, além das regras e  objetivos do jogo, que por se tratar de um jogo que faz parte do Brasil como um todo, o nome do pique bandeira varia de acordo com o contexto, conhecido também como "Barra Bandeira", "Rouba Bandeira", "Bandeira", "Bandeirinha" ou "Bimbarra" entre outras nomenclaturas.

 

 

Possível Origem

   São misteriosas as informações referentes aos criadores do jogo tradicional pique bandeira. Além de não se conhecer quem criou o jogo, também é desconhecida a época de sua gênese, bem como o contexto em que as primeiras tentativas de roubar a  bandeira adversária efetivaram-se.

 De acordo com os blogs "olimtec2014.blogspot.com.br" e "melhoresbrincadeirasdainfancia.blogspot.com.br" o jogo pique bandeira teria originado pelos escoteiros como uma de suas atividades. Entretanto, qual grupo de escoteiro e o local, são informações  não apresentadas pelos blogs.

   Assim, a história do jogo continua incompleta, necessitando de estudos que tentem coletar informações que favoreçam uma melhor compreensão do pique bandeira em relação a sua origem.

Organização do jogo: regras, formatos e objetivos

 

   O jogo pique bandeira é vivenciado tradicionalmente entre duas equipes, contendo o mesmo número de integrantes cada. O campo de jogo varia de acordo com o número de integrantes e o local em que é realizado. Abaixo é apresentado o campo mais conhecido entre os jogadores:

 

 

   O objetivo do jogo consiste em trazer a bandeira que está sob posse da equipe adversária. Para evitar que a outra equipe vença, os jogadores devem proteger as bandeiras em seus campos ao mesmo tempo que tentam capturar a outra, no campo adversário. A figura a baixo ilustra como uma equipe vence a outra ou marca pontos:

  Entretanto, algumas regras dificultam a captura do bandeira. A mais conhecida é aquela que garante que as equipes "congelem" os adversários se eles entrarem em seu campo em forem encostados por algum segmento corporal. Há em cada lado do campo uma área destinada as equipes que tentam capturar a bandeira, na qual não podem ser "congelados" pelos adversários. Na maioria dos casos, essa área circunda a bandeira almejada.

    Na ilustração a seguir observamos como essas regras funcionam durante o jogo:

    Por se tratar de um jogo tradicional, é evidente que as regras e formatos do jogo pique bandeira variam pela intervenção dos próprios jogadores. Entre as possíveis variações existentes, destacam-se o jogo com mais de uma bandeira e outro com ilhas de refúgio.

   Nesse sentido, incetiva-se espaços de socialização de jogos tradicionais, em que as aulas de Educação Física são ressaltadas,  para que as crianças conheçam outras manifestações culturais além dos jogos eletrônicos, tão comuns atualmente. O pique bandeira é apresentado com uma manifestação cultural possível de ser ensinada, aprendida e praticada, como ocorria com mais frequência anos atrás.

No jogo pique 3 bandeiras cada equipe terá o objetivo de capturar as três bandeirinhas que estarão no campo adversário. As regras são as mesmas do jogo tradicional. O jogo termina quando uma equipe capturar e trazer todas bandeiras do campo adversário para o seu.

No jogo pique bandeira ilha cada equipe terá o objetivo de capturar a  bandeirinha que estará no campo adversário. As regras são as mesmas do jogo tradicional. Entretanto, além da área em que a bandeira se encontra, haverá outras áreas (ilhas) para os jogadores que estão buscando capturá-la ficarem imunes no campo adversário.